Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Representantes do RS apresentam ações do Estado na semana do clima de Nova Iorque

Publicação:

CARD Meio ambiente
-

Os projetos do Rio Grande do Sul para a implementação da agropecuária de baixo carbono foram abordados por secretários de Estado durante a Climate Week NYC 2022, semana do clima que se realizou em Nova Iorque (EUA). Representando o Estado, a secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura, Marjorie Kauffmann, e o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), Domingos Antonio Velho Lopes, palestraram durante o evento e apresentaram as ações que são desenvolvidas no RS para reduzir os efeitos das mudanças climáticas.

O plantio direto, a rotação de culturas, a integração lavoura-pecuária-floresta e a adequação da carga de animais sobre o campo são alguns exemplos de práticas que vêm contribuindo para o sequestro de carbono no Estado. Além disso, iniciativas como a reativação do Comitê Gestor Estadual do Plano ABC+, voltado para a produção sustentável, e a realização da segunda reunião do Fórum Gaúcho de Mudanças Climáticas, que ocorreu recentemente, com o propósito de discutir sobre a redução das emissões de gases de efeito estufa, também foram mencionadas

“Estes projetos buscam alternativas de manejo de solo, de pasto e carga animal por hectare, visando desenvolver modelos que sejam cada vez mais sustentáveis e adequados do ponto de vista ambiental”, afirmou Marjorie, que participou de painel sobre as cadeias de abastecimento alimentar e a mitigação do aquecimento global.

Durante a palestra, a secretária explicou que o governo estadual também está desenvolvendo sistemas de mensuração para atestar a eficiência dos modelos do ponto de vista ambiental a fim de obter certificações, instituindo um selo ambiental climático e agregando valor aos produtos.

Em outro painel, o secretário da Agricultura tratou sobre as metodologias de cálculos da emissão de gases de efeito estufa. Em sua fala, Lopes destacou a necessidade do Brasil e de todo o Hemisfério Sul terem dados oficiais para nortearem as ações em busca de uma produção sustentável e eficiente. “Precisamos ter o nosso inventário oficial para ser distribuído e para buscar as orientações agronômicas, fazendo com que os produtores rurais continuem produzindo com alta eficiência e com boas práticas dentro da pauta do sequestro de carbono”, disse.

Lopes avaliou que uma das principais mensagens que permearam as discussões na Climate Week NYC é de que as pautas ambiental e produtiva não devem ser discutidas e executadas de forma isoladas. “Elas precisam caminhar de forma conjunta, trazendo as soluções para continuarmos produzindo os alimentos com segurança e com a pauta ambiental, na questão do carbono, bem resolvida”, afirmou. Nesse sentido, reconheceu a importância de o setor industrial e da agricultura terem sido convidados pela primeira vez para participar ativamente do evento: “observamos uma preocupação das atividades econômicas com a alimentação do mundo e com os assuntos envolvendo a mitigação dos gases de efeito estufa”.

E atividade que tratou sobre transição energética e o papel das lideranças femininas para se atingir os objetivos relacionados ao clima teve a participação de Isa Osterkamp, coordenadora da Assessoria de Mudanças Climáticas RS, como painelista.

“Estar ao lado de grandes nomes mundiais relacionados ao clima foi gratificante e, sem dúvida, um importante reconhecimento por todo o esforço do Rio Grande do Sul com a pauta climática. Foi uma oportunidade única de transferir conhecimento e de voltar ao Brasil com os melhores exemplos do que outros países estão desenvolvendo para a redução de carbono”, avaliou Marjorie.

Reunião entre RS e CDP

Na terça-feira (20/9), Marjorie, Lopes e Isa estiveram reunidos com representantes do Carbon Disclosure Project (CDP). O encontro, realizado no escritório do CPD em Nova Iorque, serviu para definir os últimos detalhes da assinatura do Termo de Cooperação que será firmado entre a instituição e o RS. A comitiva gaúcha foi recebida pela diretora executiva do CDP para a América Latina, Rebeca Lima.

O CPD é uma organização internacional sem fins lucrativos que atua no enfrentamento da problemática das emissões de gases de efeito estufa. Entre os projetos desenvolvidos pelo CPD está uma plataforma global de dados climáticos, capaz de ajudar cidades e estados na estruturação de projetos que estejam alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidades (ONU). Segundo a secretária Marjorie, a parceria será importante para o RS, por se tratar de assuntos estratégicos, não só do ponto de vista ambiental e climático, mas também econômico e social, pois a plataforma do CPD permite aos governos reportar suas ações e tomar medidas mais assertivas, minimizando riscos climáticos e otimizando incentivos econômicos.

Climate Week 2022

Este foi o 14º ano da Climate Week NYC, um dos principais fóruns de discussão sobre mudanças climáticas do mundo. O evento é organizado pelo Climate Group, ONG britânica com atuação em todos os continentes, e reúne representantes de governos, de empresas e da sociedade civil de diferentes países, buscando aumentar o diálogo e a cooperação em torno da agenda climática. A edição de 2022 terminou nesse domingo (25/9).

Texto: Ascom Sema

Edição: Secom

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura