Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Oficina preparatória do Plano de Ação Territorial define espécies alvo para conservação

Publicação:

Oficina preparatória do Plano de Ação Territorial.
Oficina preparatória do Plano de Ação Territorial. Foto: Clarissa Bandeira.

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) realizou nos dias 19 e 20 de novembro uma oficina preparatória do Plano de Ação Territorial (PAT), que visa a preservação de espécies ameaçadas de extinção. A área de atuação desse plano, intitulado provisoriamente como PAT Pampa Bagé, abrange 18 municípios da região sul do Estado.

Limites do PAT Pampa Bagé.
Limites do PAT Pampa Bagé.

A atividade foi uma preparação para a Oficina de Elaboração, marcada para março de 2020. O objetivo principal foi definir as espécies que mais necessitam de preservação, chamadas de espécies alvo, e os limites do território do PAT, ou seja, as cidades nas quais as ações de conservação serão executadas.

Antes da oficina, entre os dias 3 de setembro e 8 de novembro, foram realizadas quatro expedições de campo para levantamento de informações. A primeira registrou sete tipos de Peixes-anuais ameaçados de extinção, após coletas em sete municípios.

A segunda e a terceira expedições tiveram como objetivo verificar, em cinco localidades, pontos de ocorrência e estado de conservação de populações de espécies de Cactos do Pampa. A quarta e última expedição passou por sete cidades e teve enfoque na flora ameaçada de extinção.

Os resultados das expedições foram utilizados para determinar a lista de espécies que serão beneficiadas pelo PAT Bagé e ajudarão a definir as ações prioritárias. O plano de ação deverá ser concluído até julho de 2020, quanto iniciará a implementação das ações de conservação previstas, com duração de cinco anos. 

Acesse aqui a lista das espécies alvo do PAT Bagé.

Atualmente a Sema, em parceria com o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina, participa também do PAT Planalto Sul, que engloba as regiões nordeste do RS e sudeste de Santa Catarina.

Projeto Pró-Espécies

A Sema é uma das executoras do projeto Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção (Pró-Espécies), que tem o objetivo de minimizar os impactos sobre as espécies ameaçadas no Brasil, especialmente 290 espécies criticamente ameaçadas que não estão em áreas protegidas e nem são contempladas por Planos de Ação Nacional (PAN) em execução. 

 

Texto: Laura Maria, com supervisão de Vanessa Trindade.

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura