Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Artigo: O protagonismo do RS

Publicação:

-
-

A Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas é o maior evento do mundo relacionado ao clima. Pelos pavilhões da COP27, no Egito, pessoas de todas as cores, raças, etnias e crenças caminharam lado a lado por um objetivo comum: debater soluções para mitigar os efeitos das mudanças climáticas. Foram mais de 13 dias de discussões, reuniões diplomáticas, apertos de mão e assinaturas de compromissos. 

A participação do Rio Grande do Sul teve um significado a mais na edição de 2022. O Estado assumiu o protagonismo de um ente da federação reconhecido pelo seu empenho em garantir o atingimento da meta de neutralidade das emissões de carbono até 2050, por ser conhecedor das suas emissões e pelas iniciativas de mitigação previstas em seu Plano de Ação Climática. 

Inovamos ao unir meio ambiente e agricultura e acertamos em cheio, já que um dos temas centrais da COP foi a descarbonização das cadeias produtivas e a agropecuária como parte da solução para os efeitos das mudanças climáticas. 

O setor agropecuário gaúcho é diversificado, sustentável e potencial sumidouro de carbono. Iniciamos internacionalmente esse debate que, além de contribuir com as metas mundiais, poderá levar à valorização dos produtos.  

No estande do Brasil, tivemos a oportunidade de debater sobre energias renováveis e apresentar os avanços no setor. Em evento promovido pelo Iclei – Governos Locais pela Sustentabilidade, tratamos sobre inclusão social e meio ambiente. 

O Rio Grande do Sul, junto com Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul, membros do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), assinou um protocolo de intenções que prevê o fortalecimento da cooperação para incluir a questão climática nos processos decisórios dos estados. 

Finalizamos nossa participação assinando um termo de cooperação com o CDP (Carbon Disclosure Project), uma plataforma que monitora como municípios e estados trabalham para atingir as metas e que facilita o acesso a órgãos de financiamento para que a política climática seja de fato global e inclusiva. 

Saímos da Conferência do Clima reafirmando nosso compromisso com a mitigação das mudanças climáticas. Depois de marcar presença no Egito, agora é seguir em frente para, no próximo ano, levar bons resultados à COP28. 

Marjorie Kauffmann, secretária Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura 

Artigo publicado na Zero Hora de 24/11/2022.

 

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura