Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Sema deve firmar parceria com Centro Brasil no Clima na construção de estratégias para reduzir emissão de gases de efeito estufa

Publicação:

Parceria visa ampliar as discussões relacionadas ao clima.
Parceria visa ampliar as discussões relacionadas ao clima. - Foto: Divulgação

O Estado do Rio Grande do Sul se prepara para firmar uma parceria nacional que visa ampliar as discussões relacionadas ao clima e os caminhos a seguir para reduzir a emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. Um convênio deve ser assinado nos próximos dias entre a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema) e o Centro Brasil no Clima (CBC), com o objetivo de realizar capacitações e reativar o Fórum Gaúcho de Mudanças Climáticas.

O CBC é uma entidade que atua na construção de estratégias do clima e está diretamente envolvido em discussões nacionais e internacionais da economia descarbonizadora - com redução da emissão de gás carbônico -, além de atuar em parceria com a União Europeia em ações com Organizações Não Governamentais (ONGs) do país e de fora.

Para o secretário Artur Lemos Júnior, essa parceria é o reconhecimento ao trabalho que está sendo realizado pelo Estado no desenvolvimento de políticas públicas que visam a redução dos gases de efeito estufa.

“A Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura tem clareza quanto à importância de harmonizar o desenvolvimento socioeconômico com a proteção ambiental. Precisamos gerar desenvolvimento sem prejuízo ao meio ambiente para atender ao bem-estar e à saúde das gerações atuais e futuras. Nesse sentido, constituímos uma equipe para avaliar metodologias de emissões de gases de efeito estufa e regulamentar a lei de combate às mudanças climáticas do Estado. Com a parceria do CBC, qualificaremos em muito a nossa análise, refletindo na elaboração de políticas públicas mais efetivas dedicadas ao tema", reforça Artur.

Uma das primeiras iniciativas para alcançar a concretização do decreto, foi a criação de um Grupo de Trabalho (GT) com profissionais da Sema e da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). O GT é responsável por reunir dados e informações para identificar as atividades que mais emitem gases de efeito estufa e, consequentemente, que mais contribuem com as mudanças climáticas. A partir desses dados, será possível desenvolver políticas públicas que venham a contribuir com a melhora da qualidade de vida da população e da proteção ao meio ambiente. Três encontros já foram realizados. 

De acordo com a analista ambiental da Sema, Cristina Grabher, responsável por articular a parceria com o CBC, o GT foi estruturado esse ano com técnicos que representam quatro áreas de atuação: energia, agricultura, mudança do uso da terra e resíduos.

“O Estado está comprometido em cumprir as metas para que o Brasil possa alcançar o que está proposto na Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) de emissão de gases de efeito estufa. Os nossos estudos e a parceria com o CBC vão aprimorar e agilizar o processo”, explica Cristina.

A assessora da presidência da Fepam, Isa Carla Osterkamp, lembra que a política de mudanças climáticas foi instituída em 2010 e, com o auxílio do CBC, a estratégia para se avançar nesse assunto se tornará mais viável. “Em parceria com outros estados vamos traçar metas e entender a melhor estratégia para o Rio Grande do Sul. É um convênio muito significativo, ligando órgãos públicos, universidades e sociedade civil”, destaca.

A ideia da parceria surgiu após uma reunião realizada no dia 19/06. Além dos integrantes da Sema e da Fepam, também esteve presente Carolina Dubeaux, representante do Centro Clima, vinculado ao Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Uma nova reunião deve ser realizada nos próximos dias para que um cronograma de tarefas seja adotado e novas medidas possam ser efetivadas.

Texto: Bárbara Corrêa

Edição: Vanessa Trindade

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura