Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Pró-Espécies

Por Leonardo Urruth

PRÓ ESPÉCIES
PRÓ ESPÉCIES

Projeto GEF Pró-espécies – Estratégia Nacional para a conservação de espécies ameaçadas de extinção

A SEMA é uma das executoras do Projeto Pró-espécies - Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção, que objetiva minimizar os impactos sobre as espécies ameaçadas extinção no Brasil. O enfoque principal do projeto é na proteção de espécies criticamente ameaçadas que não estão em áreas protegidas e nem são contempladas por Planos de Ação Nacional (PAN) em execução. A iniciativa tem o FUNBIO como agência implementadora, o WWF-Brasil como agência executora e conta com doação do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF). A iniciativa tem três componentes:

  1. Integração de conservação de espécies ameaçadas em Políticas Setoriais;
  2. Combate a caça, pesca, extração ilegal de espécies silvestres;
  3. Alerta e detecção precoce de espécies exóticas invasoras.

Ao todo o GEF Pró-Espécies abrangerá 13 estados brasileiros (Maranhão, Bahia, Pará, Amazonas, Tocantins, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo) e um total de 9 milhões de hectares.

Duas regiões do Rio Grande do Sul são alvo do Componente I do projeto: a região nordeste, que envolve os Campos de altitude e a Floresta Ombrófila Mista no Bioma Mata Atlântica. E, a região sul, abrangendo Campos da Campanha e a Serra e Encosta de Sudeste, no Bioma Pampa.

Plano de Ação Territorial Planalto Sul

Desde o final de 2018 a SEMA trabalha em conjunto com o Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) para o planejamento e implementação do Plano de Ação Territorial (PAT) Planalto Sul. O território do PAT abrange 27 municípios do RS e 12 de SC, conforme mapa.

Limites do território Planalto Sul.

Mapa Plano de Ação Territorial Planalto Sul

O PAT Planalto Sul foi elaborado em 2019 e possui 6 objetivos específicos 41 ações para a redução do risco de extinção de 22 espécies focais, sendo 17 de plantas e 5 espécies da fauna, conforme tabela a seguir.

Lista PAT Planalto Sul de espécies em risco de extinção
Lista PAT Planalto Sul de espécies em risco de extinção

O PAT Planalto Sul conta com um Grupo de Assessoramento Técnico definido entre os participantes da Oficina de Planejamento.

Luthiana Carbonell dos Santos - IMA (SC) - Coordenadora;

Leonardo Marques Urruth - SEMA (RS) - Coordenador Executivo;

Jan Karel Felix Mahler Junior SEMA (RS);

Alexandre Krob, do Instituto Curicaca;

Ricardo Silva Pereira Mello - Universidade Estadual do Rio Grande do Sul -

UERGS

Alvir Longhi - Centro de Tecnologias Alternativas Populares - CETAP;

Damiane Maria Boziki - Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de

São Francisco de Paula;

Natal João Magnanti - Centro Vianei;

Newton Borges da Costa Júnior – EPAGRI;

Roseli Lopes da Costa Bortoluzzi - Universidade do Estado de Santa Catarina –

UDESC;

Nêmora Prestes - Associação Amigos do Meio Ambiente – AMA;

Ana Letícia Araújo de Aquino Bertoglio - Secretaria de Estado do

Desenvolvimento Econômico Sustentável de SC – SDE.

A matriz de planejamento completa, o relatório de progresso (maio/2020) e outros documentos públicos do projeto podem ser acessados clicando no link abaixo.

https://drive.google.com/open?id=1j6uZPyM2xaaM6if9LVTzsTGDkqnYDihs

Plano de Ação Territorial Pampa Bagé

Iniciado em março de 2019, o PAT Pampa Bagé está em fase de planejamento. Foi realizada a Oficina Preparatória do plano em novembro de 2019 no Jardim Botânico de Porto Alegre. A oficina contou com a participação de 31 especialistas em botânica, ecologia, conservação, manejo sustentável e extensão rural.

Foto Oficina PAT
Foto Oficina PAT

Foram definidos os limites do território objeto do plano, a lista de espécies alvo, os principais fatores de ameaça para as espécies alvo e foi elaborada uma lista de segmentos da sociedade, atores e instituições que devem ser convidadas para o próximo passo do PAT, que é a Oficina de Planejamento.

Mapa preliminar com os limites do território Pampa Bagé
Mapa preliminar com os limites do território Pampa Bagé

Nesta segunda oficina os participantes convidados trabalharão para elaborar a matriz de planejamento do PAT, definindo objetivo geral, e objetivos específicos, além das ações de conservação propriamente ditas. Além disso, será definido entre os participantes a composição do Grupo de Assessoramento Técnico (GAT).  

Após a etapa de planejamento se iniciará a fase de implementação do PAT que é centrada no apoio da coordenação e do GAT aos articuladores de ações, que são os protagonistas no desenvolvimento do plano.

Flores de ervas campestres registradas durante uma das cinco expedições de campo para o território
Flores de ervas campestres registradas durante uma das cinco expedições de campo para o território

Flores de ervas campestres registradas durante uma das cinco expedições de campo para o território, realizadas por pesquisadores do Museu de Ciências Naturais e Jardim Botânico de Porto Alegre, da Divisão de Pesquisas do DBIO/SEMA.

CONTATOS:

Coordenação do Projeto Pró-espécies na SEMA:

Biól. Dr. Leonardo M. Urruth – Divisão de Flora

Departamento de Biodiversidade

leonardo-urruth@sema.rs.gov.br

Fones: 55 (51) 3288.8138 / 3288.8139

http://www.proespecies.eco.br/

FOTOS: Priscila Ferreira, Natividad Fagundes e Rosana Senna - Jardim Botânico de Porto Alegre e Museu de Ciências Naturais - DBIO/SEMA.

 

Sema - Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura