Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Fepam aponta 12 pontos impróprios para banho

Publicação:

Beira da praia com muitos banhistas, guarda-sois coloridos e o mar clarinho, com ondas. Ao fundo, uma pedreira grande.
Banhistas aproveitando o mar.

O décimo terceiro levantamento feito pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) apontou 12 pontos, dentre os 83 verificados, considerados impróprios para o banho.

A Região Hidrográfica do Uruguai foi a que apresentou o maior número de pontos impróprios para banho. São eles: Balneário Caverá em Alegrete; Praia do Passo Real em Dom Pedrito; Camping Rainha do Sol em Manoel Viana; Balneário da Mata em Mata; Praia das Areias Brancas em Rosário do Sul; Balneário Distrito Ernesto Alves em Santiago e Balneário Jacaquá em São Francisco de Assis. Na região o Balneário São Simão, em Cacequi, não pode ter suas condições de balneabilidade determinadas.


O litoral norte apresentou somente um ponto considerado impróprio para banho, localizado no Camping Municipal de Santo Antônio da Patrulha. Todos os 32 outros pontos verificados estão dentro das condições ideais.


No Litoral médio, dois pontos foram considerados inadequados para banho, ambos no município de Tapes. O primeiro deles leva o nome do município e o segundo fica localizado em frente ao Camping dos Pinheirais.


Na região do litoral sul, entre os 5 pontos examinamos, somente um foi considerado impróprio para banho. A área em frente ao Camping Municipal, do município de Pedro Osório.


A Região Hidrográfica do Guaíba apresentou somente um ponto impróprio para banho, o Balneário Passo do Verde. Na região a Praia da Alegria e a Praia da Florida não puderam ter suas condições de balneabilidade determinadas.

Projeto Balneabilidade 2016/2017

Neste verão, nas praias com guaritas, as informações sobre as condições de banho estarão disponíveis em painéis anexados, junto com informações do Corpo de Bombeiros e o horário de atendimento dos salva-vidas. Isso será possível nas praias do litoral norte e sul.


A qualidade da água está sendo monitorada em 43 municípios, sendo que 57 pontos estão na Região Hidrográfica do Litoral (33 no litoral norte, 19 no litoral médio e cinco no litoral sul). Na Região Hidrográfica do Guaíba o monitoramento é realizado em 14 pontos, e na Região Hidrográfica do Uruguai são 12.


As coletas e análises das águas estão sendo realizadas pelo laboratório da Fepam nos balneários do litoral norte, e pela Corsan nos balneários do litoral médio e sul e nas regiões do Guaíba e do Uruguai.
O Projeto Balneabilidade deste verão terá duração de 15 semanas. O primeiro boletim, divulgado em 23 de dezembro, foi elaborado com base no resultado das informações obtidas em cinco coletas realizadas nas semanas anteriores. Os resultados serão divulgados sempre às sextas-feiras no site da Fepam, sendo que o último relatório será divulgado dia 3 de março de 2017.

Sema - Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável