Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Cai para 10 o número de pontos impróprios para banho no litoral Gaúcho

Publicação:

Praia
Praia

Em sua décima segunda semana, o levantamento feito pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) apontou somente 10 pontos impróprios dentre os 83 verificados.

No Litoral médio, três pontos foram considerados inadequados para banho, a Praia da Barrinha, em São Lourenço do Sul, e dois no município de Tapes. O primeiro deles leva o nome do município e o segundo fica localizado em frente ao Camping dos Pinheirais.

Na região hidrográfica do Uruguai, entre os pontos verificados, quatro foram considerados impróprios. São eles: Balneário Caverá, em Alegrete; Praia do Passo Real, em Dom Pedrito; Camping Rainha do Sol, em Manoel Viana, e Praia das Areias Brancas, em Rosário do Sul.

O litoral sul apresenta no município de Pedro Osório, em frente ao Camping Municipal, ponto impróprio ao banho. Em toda a Região Hidrográfica do Guaíba seguem impróprios os pontos da Praia da Alegria e Praia da Florida.  Na região do litoral Norte não foram identificados pontos impróprios ao banho.

Devido a problemas nas amostras coletadas nos balneários de Viamão, os resultados das analises destes locais ficaram inconclusivos.

Projeto Balneabilidade 2016/2017

Neste verão, nas praias com guaritas, as informações sobre as condições de banho estarão disponíveis em painéis anexados, junto com informações do Corpo de Bombeiros e o horário de atendimento dos salva-vidas. Isso será possível nas praias do litoral norte e sul.

A qualidade da água está sendo monitorada em 43 municípios, sendo que 57 pontos estão na Região Hidrográfica do Litoral (33 no litoral norte, 19 no litoral médio e cinco no litoral sul). Na Região Hidrográfica do Guaíba o monitoramento é realizado em 14 pontos, e na Região Hidrográfica do Uruguai são 12.

As coletas e análises das águas estão sendo realizadas pelo laboratório da Fepam nos balneários do litoral norte, e pela Corsan nos balneários do litoral médio e sul e nas regiões do Guaíba e do Uruguai.
O Projeto Balneabilidade deste verão terá duração de 15 semanas. O primeiro boletim, divulgado em 23 de dezembro, foi elaborado com base no resultado das informações obtidas em cinco coletas realizadas nas semanas anteriores. Os resultados serão divulgados sempre às sextas-feiras no site da Fepam, sendo que o último relatório será divulgado dia 3 de março de 2017.

Sema - Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável